O arquiteto do futuro

casa baunilha bernardes

Ontem assisti ao documentário Bernardes e queria muito dizer: vejam! Recomendo muito. Além de se tratar de um material riquíssimo (e premiadíssimo) e muito bem produzido, revela a grandiosidade e a jornada do trabalho do arquiteto brasileiro Sérgio Bernardes, desde a criação de casas para a elite até a preocupação com a organicidade dos espaços urbanos no Brasil. Com 15 anos projeta uma casa pela primeira vez e, ao final da vida, ainda lutava para transformar o Brasil. Tentou levar água aonde havia seca entre outros projetos praticamente utópicos em um país que caminha com passos de tartaruga rumo a… quem sabe?

Aqui, o trailer:

Me chamou a atenção o projeto que apresentava a planta livre, da década de 60, em que as paredes não são usadas como sustentação do edifício, possibilitando compartimentar o apartamento do jeito que o morador desejasse. Me causou espanto porque muitos condomínios em lançamento, hoje, usam essa característica como uma “novidade”.

Outro destaque é o exercício do conceito da não-arquitetura. Ele costumava dizer que a arquitetura não deve ser contemplada e, sim, usada. Ela deve se integrar ao ambiente de tal forma que não seja percebida. E isso podia ser visto até mesmo em sua própria casa, revestida com aquelas pedras e vegetação exuberante.

Hotel Tambaú em João Pessoa, na Paraíba.

casa baunilha sergio bernardes 3 casa baunilha sergio bernardes 4

As ondas, quando maré alta, entram e saem pelas frestas da estrutura abaixo das janelas, ampliando o efeito sonoro do mar.

Casa Lota

Alguém conclui, no filme, que não se trata de uma casa, mas de uma varanda. E é mesmo. A primeira casa no Brasil com estrutura de sustentação metálica, completamente integrada à natureza. A vista que se tem da saleta envidraçada é espetacular. O verde parece abraçar a casa.

casa baunilha sergio bernardes

casa lota sergio bernardes 3 casa lota sergio bernardes1 casa lota sergio bernardes2

Eu assisti pelo canal GNT, que coproduziu o filme, no programa gnt.doc. Se vocês não tiverem acesso, tentem conseguir na locadora, baixem, enfim, mas não deixem de ver!

Vale a pena conhecer mais sobre o Sérgio Bernardes, o homem que queria exercer sua liberdade plenamente, custasse o preço que fosse.

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *