Antes e depois: Fruteira metaleira dos sonhos

Ano passado, enquanto entregava minhas doações em um centro de arrecadação e distribuição, vi uma das partes de uma fruteira, daquelas que ficam suspensas, atirada em um canto. Mas era visível seu potencial. Estava inteira, todas as hastes firmes e ainda soldadas. Não pensei duas vezes. Quando perguntei quanto os guris do centro queriam por ela, me deram de presente, já que eu estava sempre ali fazendo doações. Minha reação foi tipo: feliz que nem pinto no lixo.

Cheguei em casa sapateando, querendo restaurar e ter logo minha tão sonhada fruteira de metal-preta-fosca. Já tinha visto alguns modelos em lojas de decoração, beeeem parecidos, e tudo na faixa dos R$ 200 reais. Super em conta, imagina!

Dá pra ver, pela foto de cima, que ela era ligada a outras partes por causa dos ganchinhos. Só que eles não fariam a menor falta, porque eu queria aproveitar o lindo trio de pezinhos que ela tem e apoiar frutas direto na mesa. Então retirei os ganchinhos.

MATERIAIS

Para restaurar, eu usei 3 materiais: Lixa (número 150 e para madeira, porque a de metal não escorregava fácil pelo material, ficava trancando, e a da madeira foi fácil, vai entender!) \ Tinta em spray, cor preto fosco, especial para metais. Eu escolhi tinta fosca porque prefiro tudo fosco na vida, hahaha. Um brilhinho aqui e outro ali não faz mal, mas uma peça fosca é muito mais sofisticada, sem ficar refletindo o tempo todo. \ Luvas plásticas. Acredito que as cirúrgicas sejam melhores que esta que usei, que rasgava o tempo todo.

PASSO A PASSO

Foram necessários apenas três passos pra eu ter a minha fruteira metaleira dos sonhos:

Passo 1: Lixei bem para retirar a antiga pintura, que já estava descascando, além de alguns possíveis pontos de ferrugem. \ Passo 2: Limpei com um pano levemente úmido e depois um seco para retirar qualquer resíduo. Deu pra ver que ela ficou prateada, a cor natural do metal. \ Passo 3: Pintei com a tinta spray, duas demãos, não esquecendo de cobrir o espaço utilizado com lona plástica, a não ser que você queira pintar sua casa de preto. Pelo menos ela vai ser fosca 😉

É muito importante esperar o tempo de secagem indicado na embalagem da tinta para poder, finalmente, utilizar o objeto. Geralmente vem indicado os tempos necessários para: aplicar uma segunda camada de tinta, tocar na peça e, por fim, utilizá-la no dia a dia mesmo. Então fique atento a todos esses tempos diferentes.

Lembrando: Aplique quantas camadas de tinta forem necessárias pra você perceber uma cor uniforme, sem resquícios da cor original do metal.

Tcharan! Ai, ficou muito linda. Sou suspeita, eu sei, mas ficou, como dizem aqui no Rio Grande do Sul, ficou o luxo do gaúcho.

Não desistam de deixar a casa, ou o seu canto na casa dos seus pais, do jeito que vocês quiserem. Eu queria muito uma fruteira exatamente assim, mas me recusava a comprar em loja. Esperei muito esse encontro com uma cesta metálica que pudesse fazer as vezes de fruteira e, de repente, nos achamos. Olhem em volta e vejam o que pode ser reaproveitado, restaurado, reinventado, recebendo uma segunda chance.

Vale a pena.

Fotos: Juciéli Botton | Casa Baunilha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *