DIY: Ziriguidum felino

Sabe o trecho de uma música que diz “temos todo o tempo do mundo”? Só que não, minha gente! O Carnaval está aí, e eu pensando “o que eu tenho pra usar?” e eu já sabendo a resposta “nada”. Mas, ao mesmo tempo, não queria gastar nem dez pilas pra me enfeitar. Daí tive uma ideia. Apenas um adereço de cabeça, feito à mão, gastando o menos possível.

Numa passada pela rua Pinto Bandeira, em Porto Alegre, a rua das fantasias e armarinhos, encontrei uma lantejoula em metro, num verde furta-cor, lin-do-de-morrer, e daí ficou tudo claro pra mim como tinha que ser. Resultado: um adereço de orelhas de gato que me custou apenas R$ 8,50. O resto da produção ficou por conta do que eu já tinha. Eu gostei do resultado e, mais ainda, de não ter custado uma fortuna.

Para fazer, é preciso poucos materiais:

  • Lantejoula em metro – comprei 5 metros (poderia ser menos mas, insegura, com medo que faltasse, me atirei na metragem) = R$ 7,00
  • Tiara preta de material plástico – comprei em loja especializada em produtos de salão de beleza = R$ 1,50
  • Papelão reaproveitado
  • Cola quente
  • Tesoura

PASSO A PASSO:

Estes foram os passos que eu fiz pra chegar no que eu queria, mas você pode adaptar e criar um jeito de fazer que seja melhor pra você.

1. Corte duas tiras de papelão reaproveitado.

2. Dobre cada uma ao meio e faça o desenho da orelha apenas em uma. Eu não consegui o desenho de primeira, então fui redesenhando por cima do mesmo, a lápis, até ficar como eu queria. Você pode pegar um molde na internet. Mas o bacana é fazer à mão livre. Deixa a vida te levar.

3. Coloque o papelão dobrado com o desenho da orelha sobre o outro papelão dobrado e recorte o desenho. Isso vai fazer ambas as orelhas ficarem iguais. Desvire a orelha que ficou embaixo no sentido horizontal para que elas fiquem idênticas na tiara. Você pode escrever frente/verso em cada uma para não confundir.

4. Abra a orelha e faça cortes nas dobras, de fora para dentro, deixando um pedaço inteiro no centro. Esses cortes vão permitir que a orelha se acomode melhor na tiara, que é arredondada.

5. Com a cola quente, cole as pontas das orelhas, mais ou menos até o meio da altura da orelha, deixando um vão por onde passará a tiara. Feito isso, cole as tiras de lantejoulas. Eu deixei excessos nas extremidades das orelhas para dobrar para trás e colar depois, fazendo o acabamento. Repita o processo no verso da orelha.

6. Orelhas prontas, é hora de passar as hastes da tiara pelo vão das orelhas.

Pronto!

Estes adereços de cabeça permitem criar um visual de Carnaval apenas agregando elementos que a gente já tem. No caso das orelhas de gato, uma roupa preta e acessórios em estilo sóbrio já complementam o visual sem precisar de mais nada.

Eu texturizei meu cabelo com mousse cauterizador e prendi em um coque – dá pra deixar mais desconstruído ainda. A tiara foi colocada de cima para baixo, e não puxada da frente da testa para trás, para as hastes ficarem escondidas embaixo do cabelo. Eu não gosto de exagerar na make, ainda mais no calorão. Eu não quis desenhar nariz e bigodes de gato pra não ficar óbvio e nem borrar no calor. O foco foi um olho puxado nas laterais, com um leve esfumado. Boca nada, pra beijar muito – se bem que eu uso boca nada 24 horas por dia. Nada de brincos, apenas um anel e gargantilha, que na verdade é uma pulseira de duas voltas adaptada. A roupa é um body de veludo preto, que pode ser substituído por qualquer coisa mais fresquinha – socorro!

Abençoada seja a lantejoula de metro! Tudo fica pronto pra ontem com uma miudeza que já vem unida, esperando pra ser colada. Um samba de breque em homenagem a essa invenção, por favor.

Eu disse que não quis desenhar os bigodes de gato pra não ficar óbvio e também pra não borrar neste calor de 40 graus. Mas a verdade é que o calor de quarenta graus me deixava com um bigode sim, só que de suor. A cada dez segundos, uma parada pra tentar ficar decente.

E o meu salão de baile, que é nada mais nada menos que a sala do meu apê, enfeitei com tiras recortadas de uma folha de papel preto, que eu já tinha, e colei nelas triângulos recortados de uma embalagem dourada para presente, que eu também tinha em casa.

Dá pra adaptar e reaproveitar tudo, minha gente. O que importa é se divertir 😉

Bom Carnaval, queridos!

Fotos: Juciéli Botton | Casa Baunilha

Comentários

comentários

4 ideias sobre “DIY: Ziriguidum felino

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *