Porto Alegre náutica: o passeio de Catamarã e a orla de Guaíba | Parte 2

Esta é a continuação do post anterior sobre o passeio no barco catamarã, de Porto Alegre a Guaíba – se você não viu o primeiro, pode ler clicando aqui. Uma experiência que me surpreendeu porque eu ainda não tinha feito o passeio e não fazia ideia que havia um programa tão legal e diferente para os finais de semana. Se eu não tivesse achado meio caro, juro que faria com mais frequência. Mas pra quem não conhece e busca um entretenimento diferente no fim de semana, é um programa perfeito pra uma roda de chimarrão num final de tarde.

Após a parada no terminal do Barra Shopping em Porto Alegre, finalmente chegamos em Guaíba, bem na hora em que estava saindo o ônibus-turismo da cidade e ficamos bem empolgados em fazer o passeio. Mas resolvemos deixar pra próxima porque já era tarde e queríamos conhecer a orla antes de qualquer coisa. Mas com certeza deve ser bem interessante. Eu tenho curiosidade em conhecer a relação das histórias de ambas as cidades – Porto Alegre e Guaíba -, em como uma se desenvolveu mais (se tornou a capital do estado) e a outra não. Há muitas construções antigas que certamente têm muita história pra contar.

A orla de Guaíba é bonita e oferece espaços variados pra aproveitar a vista do lago. Na área próxima ao terminal hidroviário há uma pequena prainha e, logo em frente, tem a Praça da Bandeira, com várias comidinhas como churros, pipoca, crepe, só coisas que a gente não gosta. Há um restaurante à beira do lago e um calçadão com bancos por toda a sua extensão, ligando a parte da plataforma de madeira até o parque, uma grande área verde com pracinha para crianças, rampas de skate e quadras, além da vista para o Lago Guaíba e Porto Alegre, claro.

O que é igualzinho a Porto Alegre é o lixo. Assim como na orla da capital, Guaíba tem lixo na parte de terra que toca o lago. É triste, muito triste, porque é tudo muito bonito naturalmente. Então o que já é bom, poderia ser ainda melhor.

A parte do calçadão mais próxima ao parque foi a área que achei mais tranquila para sentar, conversar e tomar o bom e velho chima. Não tem o barulho alto das ondas e nem muita gente como no parque.

A área do terminal hidroviário é o cenário perfeito pra fotos, com bastante verde, pedras e o Lago Guaíba chegando bem pertinho.

O Catamarã saindo de fininho depois que nos deixou, voltando para Porto Alegre.

Prainha que fica próxima ao terminal hidroviário e em frente à Praça da Bandeira. Ao fundo, as altas chaminés da indústria de celulose.

A plataforma de madeira é mais um ponto para ficar e curtir a vista do lago e da capital.

Vista de Porto Alegre a partir da praça maior na orla de Guaíba, onde sopra um vento que é tudo o que a gente pediu depois de enfrentar os calorões da capital. Não sei vocês, mas eu consigo visualizar a Usina do Gasômetro e sua chaminé saliente, os prédios do Centro Administrativo do Estado (as famosas rampas de skate gigantes) e o estádio Beira Rio – que não é o meu mas, enfim, é um ponto no horizonte.

Com certeza há muito mais pra explorar tanto na orla quanto na cidade de Guaíba. Quero muito fazer o passeio turístico de ônibus pois a região tem um histórico muito rico, principalmente em se tratando de cultura indígena. Mas já fiquei satisfeita em conhecer a travessia náutica entre essa dupla dinâmica que é Porto Alegre e Guaíba.

Fotos: Juciéli Botton | Casa Baunilha

2 ideias sobre “Porto Alegre náutica: o passeio de Catamarã e a orla de Guaíba | Parte 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *