Sobre

juci

Olá, você, que veio aqui, nesta parte SOBRE do blog. Sinta-se abraçado. Que bom que você veio!

Me chamo Juciéli Botton, sou diretora de arte publicitária e sempre me liguei em imagens, construção de imagens, ícones e artes como um todo – beijo, cinema! Dentro desse universo, a decoração sempre foi uma paixão. Eu criei o blog como um hobby, sabe aquela fuga que você busca em meio a sua vida corrida? Então, foi assim que tudo começou.

No comecinho mesmo o blog era uma compilação do que eu encontrava de bacana em termos de design e decoração. Depois fui me dando conta de que decorar era mais do que luminárias e cores na parede, era um ato autobiográfico. Era, em primeiro lugar, quem nós somos e o que sentimos. Afinal, o que veio primeiro, o homem ou a morada? Trabalhar nossa morada interna para depois refletir nas paredes e na vida foi a resposta que encontrei. Então, assim, aos pouquinhos, o blog abraça assuntos relacionados à vida, à carreira, a mudanças de rumo na vida e na carreira – não necessariamente nesta ordem – , a lugares bacanas para irmos, belezas para contemplarmos, pessoas para nos inspirarmos.

Ou seja, um blog sobre décor, morar, viver.

Entre e fique à vontade.

 

Um pouco mais sobre a minha pessoa

As pessoas me chamam de Juci ou Ju, ou Juju e mais 99 apelidos que não temos tempo para eles. Fui feita nos anos 80, nasci no interior do Rio Grande do Sul, em Ijuí, e hoje moro em Porto Alegre, em um apê de menos de 50m², com meu namorido. Queria ser astronauta ou bailarina ou dentista ou Marisa, a cabeleireira da minha mãe. Meu primeiro emprego foi como professora de inglês quando muito nova e, depois, por mais de 12 anos como diretora de arte em agências de publicidade e endomarketing. A direção de arte sempre andou se engalfinhando lado a lado com a escrita. Eu escrevo desde que me entendo no mundo. Sempre tive diários, agendas – até hoje –, trocava cartas com minhas amigas – que via todo santo dia –, escrevo cartas para minha afilhada que mora longe, escrevo textos pra desestressar que nunca serão publicados, e escrevo no blog. Ah, escrevo a lista do supermercado também. Aliás, listas é um universo a parte. Eu tenho muitas que nem sei por onde andam. Devem ter procriado em cantos da casa que nem sei.

Sou sarcástica e acho que nem todo mundo entende quando sou sarcástica e gostaria de casar com cada pessoa que entende e ri dos meus sarcasmos. Eu gosto de ouvir música e somente ouvir música. Ninguém mais para pra ouvir música, pois ouvem música enquanto fazem outras coisas. Eu paro pra ouvir música. Jazz. Miles Davis. Charles Mingus. E paro pra tomar chimarrão no parque. Sou feliz com bem pouco: arte, torta de chocolate amargo e ficar sentada no parque tomando chimarrão e observando a vida. Ideia que cairia por terra se vocês soubessem do meu hábito médio acumulador. Guardo muitas coisas, coleciono outras várias mas estou sempre empenhada em me livrar e reduzir. Comprar menos e com qualidade, esse é o lema. Com o passar dos anos, comecei a detestar shoppings. Eu entro neles se preciso muito adquirir algo que me falta ou algum presente. E de preferência sozinha, pois odeio deixar os outros esperando e também ficar esperando os outros. E na verdade, não me falta nada. E na verdade, vocês não tem que saber disso. Fiquem com a imagem das 3 coisas que me fazem feliz.

 

Algumas curiosidades que acontecem no blog

Muitas pessoas se dirigem a mim como “vocês”. A verdade é que eu sou só eu neste blog. Não tenho uma equipe. As fotos ou eu tirei, ou, se não, eu indico quem são os donos. Os textos são todos meus. E isso não tem nada a ver com egoísmo e também nada a ver com coitadismo. Eu iniciei este blog como um hobby, sem chefe, sem prazos, sem pauta, sem obrigações, sem expectativas. É como se fosse a minha casa mesmo, onde me sinto livre.

Algumas pessoas acham que eu faço comidas, doces, eventos. Imagina, gente, eu não tenho esse dom. A Casa é Baunilha porque toda casa tem um cheiro, um aroma, e eu adoro baunilha.

Tem gente que me pergunta preço de produtos de decoração. A verdade é que não vendo nada, gente, nem a minha imagem! Quando dizem “ela tem um blog”, saio correndo. Sou tímida, não sei me vender. Ter fama, essas coisas, tenho pavor. Quero que as pessoas se identifiquem naturalmente com o conteúdo do blog, que as relações se deem genuinamente. Mas vou tentar trabalhar mais isso internamente, depois saio por aí correndo atrás de vocês “Leiam meu blog!”.

E comentem. Please.

21 ideias sobre “Sobre

  1. Pingback: Obrigada a vocês! | Casa Baunilha

  2. Adorei o seu blog: leve, divertido e com bom gosto. Engraçado como as coisas são… hj escrevi um texto no meu blog falando sobre simplificação, desapego e ai… nas minhas andanças li algo parecido no seu blog.

    • Oi, Ana,
      obrigada pelo incentivo!
      Adorei o teu blog também, acho muito bacana compartilhar essas experiências. Vida simples é o que há de luxo hoje em dia, né. Precisamos pelo menos tentar praticar o desapego.

      Um beijo e um fim de ano maravilhoso pra ti e pra tua família.

    • Oi, Sandra,
      louça é tudo de bom, né? Eu também adoro!
      Eu busco muita referência em decoração pra dividir com vocês e, muitas vezes, eu não tenho a informação de onde são alguns dos objetos nas imagens. Se tu tiveres a referência do post em que elas aparecem, fica mais fácil pra verificar. Pode mandar o link pelo email no Contato do site e eu vejo pra ti 😉

      Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *