Hall de entrada revitalizado

Eu aproveitei o feriado do Carnaval para, além de descansar, revitalizar o hall de entrada do meu apartamento. Já que ainda não começamos a obra pesada no apê, eu me entreti dando um trato nesta área do apartamento que nada mais é do que a entrada, onde se tem a porta, só que eu chamo de hall.

Meu sonho era ter um hall de entrada. E como o apê não tem esta área no seu interior, eu dei um jeito de criá-la fora.

hall-de-entrada-casa-bauniha

Na verdade, a configuração do prédio acabou proporcionando este presente. Esta área da entrada fica resguardada por um muro que circunda a escada. Então, esse muro acaba criando um  Continuar lendo

Welcome to the jungle *5 apoio para plantas

Os apoios para vasos são clássicos da decoração e do paisagismo de lares mundo afora. Eu estou sempre de olho nos da minha avó, Glaci, mas ela não larga deles por nada. Aliás, isso é muito casa de vó, não? E são tão elegantes, econômicos no uso do espaço, e ajudam na mobilidade na hora de mudar a planta de lugar para curtir o sol.

EM_7093small_1024x1024

Com alturas diferentes, podemos criar Continuar lendo

Entrada triunfal

Minha amiga Camila Martins, que apoia muito este blog e que sempre tem ideias bacanas pra decorar, quer pintar a porta de entrada do seu apê com uma cor diferente. Portas coloridas são uma superideia pois se tornam um objeto de decoração, ajudando a compor o espaço. É uma mão na roda pra quem não quer arriscar a pintar uma parede inteira ou não quer pendurar quadros, por exemplo.

Separei algumas ideias que podem ajudar na escolha:

Vale a pena!

Fotos: Reprodução

Biombo verde

Um jeito bacana de arranjar plantas, seja em casa ou apartamento, é posicioná-las em  bases de altura e proporções diferentes, como pedestais, troncos, bancos altos – e até mesmo no chão. Dessa forma, cria-se uma composição rica e também uma espécie de biombo natural, para separar ambientes.

Foto: Reprodução / Trevor Tondro

Organizando o espaço

Se formos parar pra pensar, há muitas formas de organizar móveis e objetos em um ambiente. E até mesmo os espaços dentro de um espaço.

Podemos criar composições perfeitamente simétricas. No quarto, por exemplo, cada lado da cama recebe o mesmo criado mudo e também abajures iguais. Se essa organização certinha não é a sua praia, pode optar por organizar de forma desigual. Pois é, até o desalinhado pode ser ordenado. Cada um ajeita seu lado da cama conforme seu estilo. Ele prefere o relógio e o livro no criado mudo, e você um porta-retrato com a foto dos dois e aquele arranjo de flores delicado. Pode ficar perfeito. Escolha o melhor jeito.

Fotos: Reprodução 

Um novo jardim

Quem diria, aquele arquivo do escritório, metálico, quadrado e frio, ganhou vida nova com um jardim improvisado.

Para acompanhar na composição, cadeira de madeira de demolição, em tons que remetem aos vasos e às flores.

Ideia: Casa & Cia Praia 2012

Fotos: Casa Baunilha

 

Na casa de praia

Oi pessoal! Queria ter postado sobre o carnaval, com ideias do que usar na folia, mas só deu mesmo para fazer as malas e sair correndo para o litoral, me desligando um pouco da “vida online” – mas a cabeça continuou a mil. Por isso, resolvi voltar do carnaval com uma boa bagagem. Visitei a Casa & Cia Praia 2012, em Tramandaí, aqui no Rio Grande do Sul, e trouxe um pouco desse passeio.

Alguns ambientes foram fotografados por inteiro. Me preocupei em trazer também detalhes, texturas, cores, enfim, aquele ponto de partida para a criação de um espaço com a nossa cara. Quem nunca idealizou mentalmente uma sala inteira só de olhar para um abajur inusitado, ou um revestimento de parede diferenciado? Isto é o melhor de criar, nossa imaginação não tem limites.

Pra começar, vou mostrar a casa que mais me chamou atenção. No primeiro piso, espaço com cozinha, estar e sala de jantar integrados. Um living amplo, com peças e cores muito bacanas, além de acabamentos interessantes.

Entrei e fui direto fotografar o vaso amarelo. Adorei. Ao fundo podemos observar a mesa, e grandes aberturas que fazem a comunicação para o jardim que rodeia a casa.

Abaixo da lareira, a parede de vidro funciona como uma janela. Quem está fora enxerga dentro, e vice-versa.

Como não amar esta mesa de madeira, com as texturas coloridas no centro? Para arrematar e contrastar com a mesa, cadeiras com design atual e cor vibrante. As luminárias pendentes estilo armazém/depósito estão em alta. Estas são coloridas por dentro.

No balcão da cozinha, revestimento colorido imitando mosaico de vários azulejos.

Ao lado da pia, ampla parede de vidro mostra um dos cantinhos decorados da área externa.

Parede com acabamento em cimento queimado ganhou mosaico de quadros com molduras diferentes.

O banheiro ficou colorido com a parede revestida do mesmo mosaico do balcão da cozinha. A luminária, também remete às da mesa da sala. O vermelho está presente por todo o primeiro piso da casa, em detalhes e móveis.

Muito interessante a textura no teto. Ao que tudo indica, são marcas deixadas pelas placas de madeira que davam suporte à construção do segundo piso. Ao serem retiradas, criou-se a textura.

Este é o ambiente visto pela cozinha. Móvel antigo, de madeira, acomoda a “horta” de temperinhos. Vasos grandes reúnem temperos de vários tipos.

Este guarda-roupa colorido fica no quarto do primeiro piso. Boa ideia para repaginar aquele armário antigo. Nas portas, podem ser aplicados tecidos, adesivos, papel de parede… O quarto ainda recebeu, na área externa, um espaço especial, com deck de madeira.

Subindo para o segundo piso, escada bem iluminada e amplo horizonte, proporcionados pela grande coluna de vidro.

Este quarto amplo tem espaço com poltrona e mesinha, e guarda roupa branco, com vidro em cima e textura embaixo. Adorei.

Um pequeno detalhe, ensolarado, do amplo terraço da casa.

Este quarto arrancava suspiros da mulherada. A cada pessoa que entrava, ouvia-se “Óh, que lindo”, “Ai, que amor!”. E era um amor mesmo. Teve gente que achou que era da Carrie Bradshaw.

Amei este móvel. Tanto o desenho, com os pés-palito, quanto as cores: algumas partes preservadas com a cor original da madeira, e outras cobertas com branco. Perfeito.

No banheiro do quarto, a pia tem caimento diferenciado.

Esta foi uma das cinco casas presentes na mostra. Na sequência dos posts, mostrarei mais ambientes e detalhes.

Quero dedicar este post, e agradecer, aos meus avós Ignez e Gentile Botton, que fizeram questão de levar os netos à exposição. Sempre atenciosos e ótimas companhias. Muito obrigada!

Fotos: Casa Baunilha