Horta no quintal

Passar o final de semana na casa dos meus pais é bom não só porque a gente mata a saudade e faz coisas juntos, mas também por momentos como este, de ficar mais próximo da natureza. Eu considero a horta um lugar, como eu poderia definir… sagrado. Quem cultiva, ou quem pelo menos tem algum contato com ela, entende o que eu estou dizendo. É uma relação entre ser humano e natureza muito bonita. Um acordo que diz, eu cuido bem de ti e tu cuida bem de mim também.

casa-baunilha-horta3E esta horta em particular significa muito, porque ela fica na casa dos meus avós maternos, e quem se dedica a cuidar é o vô Valmir, no auge dos seus 85 anos. É uma inspiração pra vida. É até engraçado, porque às vezes ele comenta Continuar lendo

Do gesso à ferrugem, de volta às origens: um olhar sobre nosso estilo de vida

Eu simplesmente fazia um post sobre a aparência da passagem do tempo na decoração, dos móveis gastos, das falhas nas superfícies e quando me dei conta, a questão ia muito mais além do que texturas. Comecei a pensar em como vivemos a vida hoje.

capa-casa-baunilha

Parece que ou a gente não sabe pra onde ir, ou não consegue mais criar, e então voltamos às origens, aos clássicos e buscamos aquilo que está mais Continuar lendo

Welcome to the jungle *5 apoio para plantas

Os apoios para vasos são clássicos da decoração e do paisagismo de lares mundo afora. Eu estou sempre de olho nos da minha avó, Glaci, mas ela não larga deles por nada. Aliás, isso é muito casa de vó, não? E são tão elegantes, econômicos no uso do espaço, e ajudam na mobilidade na hora de mudar a planta de lugar para curtir o sol.

EM_7093small_1024x1024

Com alturas diferentes, podemos criar Continuar lendo

Meia cor

Na onda de personalizarmos vasos – afinal de contas, queremos exclusividade e diversão (sim, porque reaproveitar objetos e criar algo com as próprias mãos é tão prazeroso quanto comprar algo zero quilômetro) – como foi o caso do post sobre os vasos tingidos, trouxe mais uma opção.

Esta, porém, mais simples, pintando com tinta metade do vaso, deixando a outra metade in natura.

Use cores inusitadas. Faça experiências misturando tintas. ; )

Foto: Reprodução

Um novo jardim

Quem diria, aquele arquivo do escritório, metálico, quadrado e frio, ganhou vida nova com um jardim improvisado.

Para acompanhar na composição, cadeira de madeira de demolição, em tons que remetem aos vasos e às flores.

Ideia: Casa & Cia Praia 2012

Fotos: Casa Baunilha

 

Tempero suspenso

Foram muitas as ideias de reutilização de materias mostradas na Casa & Cia Praia, de Tramandaí/ RS. Uma delas foi esta horta suspensa, que reaproveitou portas de madeira, unidas por dobradiças. É uma boa ideia até para quem mora em apartamento e tem um espaço como uma sacada ou uma varanda, pois evita os temidos furos na parede. Até na cozinha pode ficar interessante, como um painel de madeira.

Foto: Casa Baunilha

Concreto para decorar

Uma boa ideia essa, para quem busca móveis diferenciados, sob medida. O concreto é resistente e tem alta durabilidade. Pode ser facilmente moldado, dando forma a prateleiras, mesas, bancos. A cor e a textura que ele oferece deixam a casa com um ar mais contemporâneo, mais urbano.

Esta estante parece que, além de abrigar objetos, serve como parede entre as grandes aberturas para o jardim.

A mesa do escritório ficou com um dos lados suspenso.

O sofá tem a base de concreto, e o estofado de comprimento menor deixa uma área livre, que serve de mesa lateral, para apoiar o abajur e os livros.

Neste painel, os blocos de concreto formam vasos suspensos. O toque final ficou por conta da tinta roxa: o painel parece de veludo.

As prateleiras foram aplicadas em uma coluna da casa, com acabamento em X, e tem cada faixa pintada de uma cor vibrante.

Nesta cozinha, prateleiras e balcões, todos de concreto. Adorei o conjunto das cadeiras azuis com as banquetas, em tons diferentes. Todas no estilo pé palito.

Nesta outra cozinha, a bancada é de concreto e o fogão ficou envolvido por esta caixa do mesmo material. Os armários, envolvidos por concreto, são feitos do mesmo material da porta.

Prateleiras na bancada para guardar os eletrodomésticos.

No lavabo, bancada de concreto, ao lado do tanque que serve como pia.

Na sala, a bancada ficou suspensa e teve uma curva moldada. O toque final ficou por conta da mangueira de luz.

Para organizar a montanha de discos do DJ Mau Mau, somente uma grande estante de concreto mesmo.

Aqui, o material está presente na comprida mesa do escritório e na volumosa estante.

Fotos e informações: Revista Casa e Jardim

Ele mora na fábrica

Um belo dia, o arquiteto espanhol Ricardo Bofill encontra, em Barcelona, uma antiga fábrica de cimento em ruínas. Depois de 3 anos remodelando e ajeitando, mais precisamente em 1975, ele se muda para o prédio de 3 mil metros quadrados, sua casa/estúdio.

Esta é a verdadeira transformação. Incrível o que o verde das plantas e dos gramados pode fazer pelo espaço. Deixa tudo mais aconchegante, mais habitável.

Fotos: Reprodução 
Fontes: arq4design.com e ricardobofill.com

 

Era uma vez uma fazenda

Fim de ano, tempo de férias, de relaxar e curtir as coisas boas da vida. Nesse clima, a Casa Baunilha viaja para um lugar incrível. É na África do Sul, próximo à Cidade do Cabo, que fica a fazenda e hotel de luxo Babylonstoren. Sua história data de 1652, época da ocupação holandesa, e sua beleza segue preservada até hoje. Quem puder, passa por lá. Eu, por enquanto, vou espiar daqui mesmo a paisagem e os detalhes das construções e da decoração.

Todo mundo tinha que ter um quarto desses! Onde o stress não entra. Sem barulho, sem poluição visual. Você com você mesmo.

Uma ótima opção para um ambiente de refeições de um hotel, ou até mesmo da nossa casa. Mistura de mesas em madeira com cadeiras de acrílico e metal. O menu é escrito na parede, ao lado da grande ilustração, que poderia ser também de verduras e legumes. E por falar nisso, os enfeites de mesa ficam por conta da horta da fazenda. Nos vasos, cenoura e beterraba com folha e tudo!

Dá vontade de sair correndo, largar tudo! Um lugar, realmente, para ficar em paz.

Quem quiser arriscar o inglês e saber mais sobre essa maravilha, entra no site. O Google também pode ajudar a traduzir a página.

Fotos: Babylonstoren