Um apartamento parado no tempo

Uma loucura esta história, coisa de filme! Em 2010 um apartamento em Paris foi “aberto” depois de sete décadas fechadinho. A dona fugiu antes da segunda guerra mundial e nunca mais voltou. 70 anos depois, ela morreu aos 91 anos de idade, e os herdeiros solicitaram um inventário de seus bens.

O apartamento estava recheado não somente de pó e teia de aranha, mas de peças maravilhosas, como pilhas de cartas apaixonadas. Também uma pintura de uma mulher, toda de rosa. Mais tarde descobriram que as cartas eram do pintor italiano Giovanni Boldini, que o quadro de 1898 era de sua autoria, e que a mulher retratada era a avó da dona fugida, a atriz Marthe de Florian. Ele era um homem casado que tinha a avó da proprietária como amante.

O aluguel do apartamento sempre foi pago em dia, e eu pergunto: quem deixaria isso tudo para trás durante anos? Como assim? Olha esta penteadeira, que loucura. Coberta de produtos de beleza e escovinhas. Impossível compreender…

apelacrado6

Continuar lendo

Dimore Studio *2

Como prometido, mais um espaço criado pelos designers do Dimore Studio. Desta vez, um apartamento em Paris.

a08b7b535cba8158ae8865ac40652b2301

Este piso eu acho o máximo. Um grafismo geométrico, que dá ideia de volumes. Parece o mesmo piso do Chalé da Praça XV aqui de Porto Alegre. E a estampa da cortina é uma loucura, lembra o hotel de Acapulco do episódio do Chaves.

Continuar lendo

Living natural

Muitos detalhes interessantes neste espaço. O papel de parede aplicado em apenas uma; a persiana de bamboo e o voal sobre ela, que dá leveza e uma certa sofisticação a tanta referência de mato que a sala apresenta; a base rosa do sofá; a almofada de crochê; mesinhas de centro feitas com toras de madeira e vidro; espécie de home office atrás do sofá; plantas; tons naturais como areia e verde sobre a base branca das paredes e do teto.

sala2

Continuar lendo

Viva o belo

Gente, não sei nem o que dizer deste living! É sensacional. Tudo. As cores, os móveis. Olhem, olhem de novo, depois cobicem, daí pensem como adaptar as ideias com o que vocês tem, e então divirtam-se correndo atrás na produção.

Esse é um exercício que eu vivo fazendo. Nunca penso que não consigo fazer o mesmo na minha casa. Eu sempre analiso em como adaptar e conseguir o resultado semelhante, seja nas cores, na combinação de estilos dos móveis, na organização do espaço… Esse é o verdadeiro espírito da releitura, da inspiração.

Ai, ai… Viva o belo, viva o senso estético, viva o design, viva a fotografia!

Fotos: Reprodução

Uma sala para relaxar

Que sala mais aconchegante essa. Com vista para o verde lá fora, e com uma boa entrada de luz, transmite uma paz… os moradores parecem estar em férias constantes.

Vamos detalhar o espaço e entender o porquê dessa sensação: se quiser aconchego e calor, use tons terrosos e madeira. Some o azul, este azul petróleo, mais escuro (presente nas almofadas e no armário) e você terá o casamento perfeito entre aconchego e sofisticação. Faz tempo que essa dupla marrom&azul dá certo, não tem erro. Sem medo de ser feliz: estampa nas cortinas. Não ficou pesado porque o sofá é liso, da mesma forma que permitiu almofadas com estampas variadas.

As janelas amplas permitem boa entrada de luz, o que ajuda a clarear o ambiente (em termos de cor). Dessa forma, não houve preocupação ao usar cores escuras, porque a sala fica equilibrada com a luz abundante.

Ai, ai… Amo muito tudo isso. : )

Foto: Reprodução

Tem mudança na área

Oi gentem! A Casa Baunilha deu uma renovada na decoração, como de costume. De tempos em tempos eu preciso fazer isso, assim como fazemos com a nossa casa. É tão bom mudar…

Esses dias conversava sobre o assunto com uma colega, enquanto olhávamos o apartamento que ela tinha recém alugado. Em poucos dias ela traria sua família e todos os seus pertences encaixotados, e assim ficariam durante um bom tempo até serem reorganizados, um a um. Ela, então, confessou que odeia mudança. Realmente, não é tarefa fácil. É cansativo e pode gerar muita dor de cabeça. Mas estes são fatores com data de vencimento para o dia em que a mudança se encerra. Já os benefícios se estendem por toda a vida que acontecerá naquele lar e, muitas lições, você acaba carregando para o resto da sua existência.

Daí fiquei pensando que é tão bom mudar. Você passa a conhecer outra maneira de viver e encara outras possibilidades de organizar o que esteve do mesmo jeito durante anos. Sem mencionar o maior benefício dentre todos, a meu ver, que é a renovação dos seus pertences. Sim, porque você é obrigado a desocupar aquela gaveta que é aberta só quando falta luz, pra pegar vela, e acaba descobrindo mais 14 objetos que nem lembrava que tinha. E é assim com todas as outras coisas. Sem contar a renovação das energias. Quanto livro fechadito na estante, que você nunca leu, ou não terminou de ler, que agora podem ser doados, e no lugar deles entrarão outros, mais a ver com seu gosto atual para leitura…

Amo mudanças.

E as da Casa Baunilha envolveram um novo cabeçalho, que, confesso, ainda estou mudando. Quero deixar tudo melhor pra vocês ; )

E a grande mudança ocorreu, tcharam! no MENU, com novas categorias de posts. Com o passar do tempo, juntamos muitas ideias bacanas e novos assuntos surgem, gerando essa demanda por maior organização.

Agora o conteúdo pode ser encontrado por cores, ou pelos espaços da casa, como a sala e o quarto. Tem a categoria por dentro, em que podemos conhecer uma casa ou partamento por inteiro, ou pelo menos boa parte dos ambientes. Há também a categoria (isto está parecendo o Oscar) conjunto da obra, com um detalhe de um espaço, um pedaço que não constitui um cômodo completo, mas que mostra o cuidado com que foi organizado e decorado. Tem também uma seção só para ambientes comerciais, como hotéis, restaurantes, lojas, confeitarias, chamada bom para os negócios. Em recepção e datas, tem decorações para dias especiais. Também criei uma só para flores e plantas, para destacar arranjos, jardins, e hortas. Como sou chegada numa velharia, vou selecionar em vintage e retrô tudo que remeter a outras épocas e que a gente adora misturar com peças contemporâneas. Em dicas e etc. todas as nossas conversas e divagações sobre estilos de decoração. Não poderiam faltar o faça em casa, com ideias para colocarmos a mão na massa e reutilizarmos materiais, que é muito importante, e o antes e depois, mostrando a transformação de móveis e ambientes. E ainda estou criando novos ajustes pra gente poder circular melhor por esta Casa, como é o caso da categoria inventando moda na seção Estilo do blog, que mostra ideias pra reinventar peças e acessórios que já temos.

Espero que gostem.

E pra não perder o costume, vamos pegar inspiração nesta pequena sala, que é uma graça, com paredes rosa suave, luz natural, livros, móveis de estilo antigo e um telefone vermelho retrô. Um espaço pequeno, resolvido com móveis enxutos.

Amei de paixão.

Fotos: Reprodução / House to Home

Living de cinema

Este é o living do hotel Four Seasons, em  Marrakech, no Marrocos. Linda a composição de tons claros com algumas pinceladas de cor, no caso dos lírios em tons de rosa e laranja e também das almofadas, amarelas e cilíndricas azuis. As luminárias de metal fazem a referência ao oriente médio, juntamente com grandes aberturas e cortinas.

Copie o look!

Luminárias; cortina de tecido leve; almofadas em tons de amarelo, ouro e azul mediterrâneo; vasos em cores pastel; e mix de flores rosadas e alaranjadas.

Sua sala vai ganhar ares de um set de locação para um filme.

Fotos: Reprodução

Organizando o espaço

Se formos parar pra pensar, há muitas formas de organizar móveis e objetos em um ambiente. E até mesmo os espaços dentro de um espaço.

Podemos criar composições perfeitamente simétricas. No quarto, por exemplo, cada lado da cama recebe o mesmo criado mudo e também abajures iguais. Se essa organização certinha não é a sua praia, pode optar por organizar de forma desigual. Pois é, até o desalinhado pode ser ordenado. Cada um ajeita seu lado da cama conforme seu estilo. Ele prefere o relógio e o livro no criado mudo, e você um porta-retrato com a foto dos dois e aquele arranjo de flores delicado. Pode ficar perfeito. Escolha o melhor jeito.

Fotos: Reprodução 

Apartamento de estrela

Depois de passar por Tramandaí vamos direto para a ilha de Manhattan. Sim, porque aqui na Casa Baunilha a gente viaja assim, sem escalas, sem check-in, sem malas, o blog mais passe livre de todos os tempos (nossa!). A gente vai onde há lugares criativos, inspiradores e lindos, com ideias para a nossa casa. Encontrei o apartamento da atriz Hilary Swank e achei lindo. Sério, sóbrio e lindo. Recheado com objetos de bom gosto e desfilando uma paleta de cores bem harmoniosa.

Quis colocar o nome do post assim porque justamente por ela ser uma estrela, espera-se um apartamento enorme, com ostentação. Pelas fotos percebe-se a cozinha integrada ao linving e as proporções. É um apartamento pequeno que não deixa de ter seu brilho. É charmoso.

Taí a moça. Para quem não lembra, ela atuou no filme Menina de Ouro, e ganhou Oscar  de melhor atriz por esse trabalho.

Fotos: Elle Decor