Tie-Dye natural

Com material natural, extraído de plantas e vegetais, é possível personalizar vasos e adquirir um efeito Tie-Dye incrível. Com essa técnica, cada vaso se torna único, pois fica impossível replicar os efeitos.

Para o resultado das imagens, foram utilizados vasos de papel, e material extraído de dálias, beterrabas, folhas de eucalipto e milefólio (flor miúda). Porém, a técnica pode ser aplicada em vasos de outros materiais e com outros elementos natuais, como chás mate, verde e de frutas vermelhas.

É necessário ferver 1 copo de material natural em 2 copos de água, por pelo menos 1 hora. Quanto mais tempo ferver, mais concentrada ficará a cor. Use diferentes recipientes para cada cor. Depois de fervido, coe o material das plantas e deixe o líquido colorido esfriar em uma tijela. Em seguida, comece o trabalho de imersão, até encontrar o tom e o estilo desejados.

Dica 1: Cubra com plástico o espaço que for utilizar, para evitar manchas nos móveis e tapetes. Dica 2: Quanto menor o diâmetro da tijela e maior a sua altura, mais alta será a mancha que ficará no vaso.

O toque final fica por conta da mistura de flores de diversas espécies, arrematando o visual feito à mão, rústico, silvestre.

Vale a pena!

Fotos: Reprodução / Design Sponge

Anarriê

Junho chegou e trouxe junto o friozinho, a vontade de ficar em volta da fogueira, de comer pinhão, pé-de-moleque (vou parar por aqui), e de tomar quentão.

Adorei esta decoração para uma festa junina alegre, quente e iluminada, com direito a bigodes de papel no palito pra animar as fotos.

Em seus lugares! A quadrilha vai começar.

Fotos: Reprodução

Descanso merecido

Na correria em que a gente vive, às vezes o que queremos mesmo é deitar, relaxar, dormir. O quarto é uma das partes mais importantes da casa, pois é onde recarregamos as energias, recuperamos a força, vivemos nossa intimidade afetiva. E se considerarmos a importância do sono para o ser humano, como não tratar com carinho um ambiente tão especial, em que passamos 1 terço da nossa vida?

Com a decoração certa ele pode fazer milagres pela nossa energia e bem-estar. Que tal se inspirar um pouco?

Quer cor melhor do que o branco para ter paz e tranquilidade? O legal é que qualquer quadrinho, almofada, algum detalhe colorido, já se destaca, não precisa muito.

Amei a parede com textura de tijolo pintada de branco. Fica suave e ao mesmo tempo não influencia muito na decoração. O quarto da próxima imagem também tem essa textura na parede.

Medalha de ouro para quem consegue transformar sótãos em ambientes moderninhos e aconchegantes!

Um ambiente sem muitos objetos e bibelôs expostos ajuda na limpeza mental, não acham? No caso das melhores noites de sono da sua vida, menos é mais.

Eu quero! Lindo, e com os janelões que eu amo de paixão.

 

Difícil vai ser conseguir dormir pensando nas transformações que podemos fazer no nosso quartinho né.

Fotos: Reprodução

Detalhes fazem toda a diferença

E a fotografia também. Bom, nem vou me apegar muito a texto, vamos apreciar, observar e buscar inspirações no trabalho da fotógrafa Ashlee Raubach.

Os livros também podem se tornar itens decorativos. Adoro essas torres com um enfeite em cima, pois deixam os livros próximos da gente (e não escondidos dentro de armários) e ao mesmo tempo organizados, decorando os ambientes. Fica bacana essa mistura de cores das capas.

Papel de parede. A gente devia apostar mais nele, nem que fosse em uma parede apenas, o que eu até prefiro, do que aplicar em um espaço inteiro, deixando tudo estampado. As áreas de respiro são importantes justamente para deixar o foco para o papel de parede, e evitar que a gente enjoe da decoração. Na foto, o laranja com as folhinhas delicadas ficou lindo.

Interessante o espelho aplicado em uma armação que lembra uma abertura de janela.

São lindas as cozinhas com prateleiras que deixam a louça à mostra. Porém, fico com um pé atrás em função do pó que acumula… Mas os desenhos e as cores dos objetos criam uma composição muito bonita.

Sonho de consumo: uma bancada espaçosa para preparar as refeições e receber os amigos. O branco predominante na cozinha parece deixar o ambiente mais limpo, e lindo.

As capas para cadeiras podem ajudar a compor a decoração, em uma ocasião especial, para uma recepção em casa. Podem receber uma aplicação nas costas, como um bordado, ou algum recorte de tecido estampado, em forma de flor, de folha, o que combinar mais com a proposta.

Os donos da cozinha acertaram em cheio. Escolheram uma mesa branca para amenizar o ambiente com predomínio de móveis escuros.

Adoro letras caixa. Podem ser as iniciais do casal, ou formar palavras, como LOVE, na foto, que ficou lindo em metal.

Lindos os tons presentes nas duas fotos. E as texturas nas paredes também: pastilhas na lareira e pedras provavelmente na fachada da casa.

Veja mais do trabalho da fotógrafa americana aqui, que inclui também decoração de casamentos e casais apaixonados.

Casa organizada em 2012

Ano novo, a vida recomeçando, e a gente sempre tenta reorganizar a casa – e a vida. Uma leitora querida indicou (ai que chique!) e achei interessante dividir com vocês as dicas que o site Yahoo elencou para sermos mais organizados. Não que a gente não seja né, mas nunca é demais conferir o que pode nos ajudar a acabar com as tralhas em casa. Eu confesso que estou sempre tentando reduzir o número de coisas existentes na minha, a fim de que novas entrem! Esse é o lema.

10 hábitos para se tornar mais organizado

1. Resista a uma pechincha Só porque você pode comprar uma camisa por R$ 30 ou seis garrafas de refrigerante por um ótimo preço não significa que você deva fazer isso. Pergunte-se: “Tenho algo semelhante?” e “onde é que eu vou guardar isso?” antes de fazer uma compra.

2. Faça as pazes com a imperfeição Muitas vezes dedicamos muito tempo para deixar algo perfeito, como organizar nosso armário impecavelmente, e fazemos outras tarefas como guardar as compras do mercado ou arquivar documentos de qualquer jeito. Tente fazer todas as tarefas de maneira bem-feita, mas sem neuroses.

3. Nunca use um local para guardar com a tag “diversos” Você coloca um monte de coisas em um arquivo ou caixa e escreve “diversos” bem na frente. Em apenas uma semana você já esqueceu o que está lá dentro. Que tal classificar os itens em grupos específicos, como notas fiscais, velas e assim por diante?

4. Tenha rotina para se livrar da tralha Ao invés de esperar um feriado, crie uma rotina para destralhar um local. Lembra da regra dos 15 minutos? Só se gasta isso fazendo uma triagem na correspondência, organizando uma gaveta de meias ou limpando os armários da lavanderia.

5. Fique com o que funciona pra você Viver sempre em busca do último lançamento de celular ou querendo antecipar (e comprar) a próxima tendência da estação pode te desgastar. Não perca tempo (e dinheiro) buscando obsessivamente a melhor coisa.

6. Criar uma zona de despejo Encontre um espaço para armazenar todas as coisas que você não tem tempo para guardar e evite colocá-las em qualquer lugar. Assim, quando precisar de algo que não guardou, basta procurar no local destinado para isto.

7. Peça ajuda Pessoas organizadas pedem ajuda quando precisam para manter a ordem e o equilíbrio. Muitas vezes pode ser constrangedor pedir um favor a mãe, pai, sogra, cunhado ou empregada. Mas isto ajudará a seguir adiante e evitar que as coisas dêem errado no fim do dia.

8. Saiba separar as emoções dos objetos É saudável e importante guardar objetos especiais que marcaram fases da sua vida. Mas guardar um vaso quebrado ou um brinco sem par só porque ganhou de alguém e tem valor sentimental não faz sentido. Pratique o desapego e deixe ir embora itens que não tem utilidade e não podem ser usados.

9. Previna (e evite) os acidentes Você não sairia de casa em um dia cinzento sem guarda-chuva, certo? Pessoas podem passar a vida sem aplicar esse princípio. Não basta abrir o armário da lavanderia e simplesmente jogar vassouras, pás, aspirador e escada lá dentro, pois uma hora isso tudo vai acabar caindo em cima de alguém (ou de você mesmo) quando a porta for aberta. Então previna e organize o armário antes que cause um acidente.

10. Saiba onde doar Isso é um verdadeiro exercício de observação. Doar para uma instituição facilita o trabalho evitando que a mesma pessoa que esteja precisando de ajuda receba muitas peças iguais. Geralmente instituições tem uma listagem das pessoas que necessitam ser ajudadas. Assim você tem certeza que sua doação foi destinada para quem realmente estava precisando naquele momento.

Ai, a número oito é difícil para a minha pessoa… como eu disse, estou sempre tentando dar lugar ao novo, e aqui em casa cada coisa tem uma história. Realmente é preciso um certo treino para se desfazer, não é pra qualquer um. Mas vamos lá. E também tem o outro lado, você pode passar adiante e doar para uma pessoa que também vai gostar daquele objeto ou daquela roupa tanto quanto você. Isso é bacana.

Colaboradora: Janice Botton Pozzebon, professora e artista plástica.

Fotos: Revista Adore Home 

Brunch é tudo de bom

O Brunch é uma ótima alternativa para receber pessoas em casa. O costume americano, que emenda o café da manhã com o almoço, combina perfeitamente com aquele dia preguiçoso de fim de semana, em que a gente acorda tarde e não quer encarar a comida pesada do almoço logo de cara, mas também já precisa de uma refeição consistente. É servido entre 11h e 14h30, e soma pratos de almoço e pratos de café da manhã.

Pode ser adaptado a todo tipo de recepção: casamentos matinais, batizados, aniversários, celebrações, reuniões. É prático porque as comidinhas ficam todas servidas e dispostas para os convidados, e assim os donos da festa conseguem curtir o momento também.

Sem contar que podemos montar apresentações lindas para a mesa, como mostra o blog Celebrations at Home.

Amei as colherzinhas amarradas aos copinhos com salada de frutas.

Muito simples arrumar e decorar. Com um tecido estampado de pano de fundo e organização na apresentação dos pratos, o visual atraente é garantido. O toque ficou por conta das hortências, de cor suave, presente até em cima dos bolos, em pequenos raminhos. Para amarrar o evento ao tema “chá de fraldas”, a mamãe ainda deixou um recado para o seu bebê em um quadro, escrito a giz.

Geralmente, são servidas comidas frias, usam-se pratinhos de sobremesa e garfos somente.

O brunch é uma boa ideia para o primeiro dia do ano, depois de acordar tarde das festas, e com a geladeira recheada do que restou da noite da virada.

Motivos não vão faltar para organizar uma mesa bonita e deliciosa!

Fotos: Reprodução

Fonte: Programa Mais Você