Nossas coisas, nossa vida

Ambientes de estilo minimalista são bacanas, visualmente falando, em função da organização do espaço, da luminosidade, além de práticos para a circulação e a limpeza.

Mas tem vezes que dá vontade de mandar esse mínimo pro espaço, ou melhor, fora do nosso espaço, e adotar o tudo-junto-reunido-decor, ou seja, exibir todos os nossos objetos queridos, que guardamos e colecionamos com tanto carinho, e expor de maneira que passemos mais tempo junto deles e que, assim, nossa casa pareça contar uma história, viva, aparente e marcante.

Ambientes de cores fortes e escuras, exibindo veludo, couro, em meia luz. Uma atmosfera dramática e intimista. Lindos.

Porém, acho que sou mais fã do estilo mínimo +1, ou seja, ambientes organizados visualmente, iluminados, mas que contenham alguns elementos a mais, para ficarem mais aconchegantes e com personalidade. Em uma casa ou apartamento, acho interessante mesclar ambientes. Por exemplo: no escritório, sala da TV ou biblioteca, fica interessante reunir prateleiras recheadas de livros, objetos pessoais, quadros, plantas… criando um espaço que inspire. Porém, para ambientes como o quarto, que precisam ser mais organizados para que possamos descansar a mente, menos é mais.

Ser ou não ser?

Fotos: Reprodução / Graham Atkins-Hughes

Apê outono / inverno

Encontrei este apartamento que é a cara outono/inverno. Muito fofo, daqueles que parece que a gente projetou, com muitos detalhes bacanas. Tem uma combinação de texturas interessante, com veludo, couro, tijolos à vista, madeira, e a presença marcante de tons orgânicos, como os terrosos e os verdes.

Em todo canto da casa tem um verdinho, um vasinho com alguma planta, um tempero.

Adoro reaproveitar vidros, principalmente para flores e plantas. A coleção de vidros aqui em casa é tão espaçosa que um dia ela vai pintar aqui pela Casa Baunilha.

Fotos: Reprodução

Antes e depois * Cozinha nova

É tão bom ver as transformações possíveis em ambientes que parecem não ter mais jeito. Esta cozinha, por exemplo, se renovou, ganhou ares atuais e uma decoração atemporal.

O tom de amarelo que existia na parede estava desatualizado, e a cozinha parecia que não tinha luz. O branco trouxe vida nova para o espaço, deixando-o mais iluminado, o cinza e alguns detalhes em amarelo mais vivo coloriram o ambiente. A mesa deixou a cozinha mais moderninha, e as cadeiras de madeira, estilo botequim, agregaram classe e quebraram a brancura do ambiente. Eu teria trocado o tapete vermelho, parece que não conversa com o resto da decoração.

Fotos: LCY 

Antes e depois * Banheiros

Mudar é muito bom. Essencial, eu diria, sobretudo no que diz respeito a nossa casa, quando a mudança faz nos sentirmos bem, oferece boas energias, empurra nossa vida para frente. A Casa Baunilha separou o antes e depois de alguns banheiros, uma parte da casa que deveria ser levada mais a sério no quesito decoração, principalmente quando se trata de tomar um bom banho relaxante…

O “antes” é tão feinho que nem dá vontade de mostrar… Mas é na diferença que vemos o quanto pode ser transformado, e pra melhor!

Fotos: Reprodução
Composições: Casa Baunilha

O novo branco

Gentem, esta casa pode render boas ideias. É, realmente, inspiradora. Com muito branco, traz alguns toques pontuais de cores vivas. Refrescante e relaxante.

A cozinha sem nada de utensílios à mostra, apenas as laranjas decoram. E essa é uma ótima ideia, decorar com frutas. O sofá naquele tom de cinza que vai com tudo, e apenas 1 almofada fazendo link com o tapete verde.

Outra boa ideia é a do quadro negro. Podemos variar as mensagens, os desenhos, escrever listas, e decorar! Com ambientes em que predominam os tons claros, é permitido uma parede escura, pois aquece, deixa aconchegante, harmoniza e chama a atenção para um ponto específico. Na entrada, uma coluna amarela com grafismos em preto.

Adoro essas conexões entre ambientes com a parte superior em forma de arco. Tudo lindo nesta foto, os tons, as texturas, a limpeza do ambiente – no sentido dos espaços, poucos objetos, mais áreas livres.

Dá pra notar uma coerência na casa toda né. Ambientes claros, bem iluminados, com alguns pontos de cor.

É, realmente, uma casa inspiradora. E essa inspiração toda eu encontrei na revista Est, que aborda decoração, design, moda e tem até receitas. Ela é australiana e está na sua quarta edição. Mais uma para nos deliciarmos com belas imagens e ótimas ideias para a nossa casa.

Confira sobre os arquitetos responsáveis aqui.

Fotos: Est Magazine